Mulher morre eletrocutada ao tocar em fio descascado de extensão no Vale do Piancó

Uma mulher morreu neste sábado (14), vítima de um choque elétrico após ter tocado no fio descascado de uma extensão que alimentava a energia de uma máquina de lavar roupas.

O acidente ocorreu no sítio Porções, localizado na região de Mata Grande, em Conceição, no Sertão da Paraíba.

Ilzenete Nunes, 43, estava lavando roupas quando tocou no fio desencapado e morreu na hora. Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) chegou ao local, mas a mulher não apresentava mais sinal de vida.

paraiba.com.br

Senador decide não ser vice de Bolsonaro e paraibano pode herdar vaga

O senador Magno Malta (PSL) anunciou na noite desta terça-feira (10) que vai dedicar-se à sua reeleição para o Senado  pelo Espírito Santo e não será o vice na chapa de Jair Bolsonaro (PSL) nas eleições deste ano.

Magno disse acreditar na vitória de Bolsonaro para presidente nas urnas e acrescentou que será mais importante para o futuro governo permanecendo no Congresso Nacional.

“O que seria mais importante para o Brasil e para o presidente Bolsonaro: eu calado ou eu como líder no Senado?”, afirmou.

“Ele vai enfrentar uma grande batalha no começo. Eu não posso ficar calado, em berço esplêndido. É como se você pegasse um guerreiro e dissesse, me dá suas armas, senta aí, fica de férias, que depois eu te chamo”, justificou.

Com a decisão de Magno Malta, se tornam reais as chances do ex-senador paraibano, Ney Suassuna (PRB), herdar a vaga de vice.

Há duas semanas, Ney reacendeu seu nome na fogueira das especulações em Campina Grande ao recepcionar e declarar apoio ao presidenciável na Rainha da Borborema.

Na oportunidade, o presidente estadual do PSL, Julian Lemos, enalteceu o trabalho de Suassuna pela Paraíba e destacou que o empresário paraibano, senador por dois mandatos, é um nome considerado para vice de Bolsonaro.

Olhar Digital 

RÚSSIA 2018: França bate Croácia por 4 a 2 e conquista bicampeonato

Em uma final emocionante com seis gols, a França venceu, neste domingo a Croácia e conquistou o seu bicampeonato mundial.

O primeiro gol da partida saiu aos 19 minutos do primeiro tempo após uma falta cobrada por Griezmann. A bola tocou na cabeça de Mandzukic e vai direto para o ângulo de Subasic.

Aos 27 minutos, a Croácia empatou com um belíssimo gol de Perisisc, que limpa Kanté com o pé direito e solta uma bomba com pé esquerdo.

Ainda no primeiro tempo, a França desempatou o jogo  aos 38 minutos com  Griezmann cobrando pênalti. Ele mandou a bola o canto esquerdo de Subasic.

Na volta dos intervalo, a França ainda marcou mais dois. Aos 13 minutos, Pogba dá um belo lançamento para Mbappé, que vai à linha de fundo e cruza. A bola chega para Griezmann, que segura a bola e rola para Pogba. O volante bate de pé direito em cima da zaga, mas pega o rebote e chuta de pé esquerdo surpreendendo Subasic, que deixa a bola passar.

Aos 19 minutos,  Mbappé recebe a bola na entrada da área e, com espaço, bate firme e deixa a sua marca na grande final. A bola vai no canto de Subasic, que só a vê balança as redes.

Aos 23 minutos a Croácia marcou segundo gol. Varane recua a bola para Lloris que tentou driblar Mandzukic. O croata chega para a dividida e toma a bola dividida mandou para o fundo das redes.

MaisPB

Procurador pede cassação de Ricardo e Lígia no caso Empreender-PB

O procurador Regional Eleitoral, Victor Veggi, deu parecer pela cassação do governador Ricardo Coutinho (PSB) e da vice-governadora, Lígia Feliciano, na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) que apura suposta utilização do programa Empreender-PB nas eleições de 2014, quando disputou a reeleição. O procurador também opina pela inelegibilidade do governador e da vice e também dos outros supostos envolvidos como Francisco Gonçalves, Márcia Lucena, Waldson Souza, Tárcio Pessoa, Antônio Albino e Renato Feliciano.

Victor Veggi deu parecer em razão, segundo ele, na prática de abuso de poder político e econômico. A manifestação do Ministério Público possui 217 páginas. Cabe agora ao relator do processo no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), desembargador Carlos Beltrão, pautar o processo para julgamento, após quase quatro anos das eleições de 2014.

Depois que assumiu a relatoria, Carlos Beltrão, conseguiu dar agilidade a essa e outras ações. Ao falar sobre o assunto com a imprensa, o desembargador disse que não justifica acabar o mandato do governador sem que haja um julgamento, seja para condenar, seja para absolver.

A Aije do Empreender já passou por vários relatores no TRE-PB. Iniciou com o desembargador João Alves, depois passou pelas mãos da desembargadora Maria das Graças Guedes, do desembargador Romero Marcelo e agora está sob a apreciação do desembargador Carlos Beltrão.

Entre as provas no processo, consta um relatório da Controladoria-Geral do Estado apontando supostas irregularidades na liberação dos recursos em ano eleitoral. Consta também um vídeo com o governador, gravado em período eleitoral, entregando cheques para dezenas de pessoas vestidas com camisetas com a marca do Empreender-PB.

Incêndio atinge depósito da Secretaria de Educação

Um incêndio atingiu o depósito da Secretaria de Educação do Governo do Estado no início da tarde desta segunda-feira (16) no bairro de Mangabeira, em João Pessoa.

Ao Portal MaisPB, o Corpo de Bombeiros informou que ainda não é possível saber o que teria provocado as chamas. Todas as equipes do órgão foram convocadas para tentar controlar o incêndio, que pode ser visto do Centro da Capital.

Alguns moradores da região tiveram que desocupar as residências para evitar que o fogo atingisse as casas. No interior do prédio tinham carteiras escolares, plásticos, garrafas, papéis, cadeiras e outros.

Técnicos da Secretaria do Meio Ambiente de João Pessoa e da Defesa Civil da Capital estiveram no local para averiguar se o depósito estava com licença para funcionar. Caso a Secretaria de Educação esteja com situação irregular, os responsáveis podem ser enquadrados por crime ambiental.

O depósito da Secretaria fica ao lado do prédio do Departamento Estadual de Trânsito.

MaisPB